Confira o passo a passo até a expedição de nossos produtos.

 

Nesta etapa do processo o gerente da laminadora, primeiramente orienta o motorista a seguir as normas de segurança do local para evitar acidentes. Em seguida o operador de máquina começa a descarga das toras.
É feito um rodizio de toras de modo a utilizar primeiro sempre as que estão a mais tempo no pátio.

Nesta etapa do processo as toras são cozidas no vapor por determinado período para facilitar a laminação. 
Em seguida são encaminhadas para os tornos, onde é definido o tamanho e a bitola de cada lâmina.

Nesta etapa do processo as lâminas são colocadas no secador, para retirar parte da umidade e deixa-las prontas para a próxima etapa.
A umidade é aferida rigorosamente, devendo ficar entre 6 a 14 % conforme o tipo de utilização.
Este processo é fundamental, pois se as lâminas estiverem úmidas demais as etapas seguintes serão prejudicadas.

Nesta etapa do processo as lâminas recebem cola (WBP ou MR) de acordo com o produto que está em linha.
A cola é aplicada através de passadeiras, onde é feito um rigoroso controle de sólidos na cola que está sendo utilizada, afim de aumentar ainda mais a qualidade da colagem da chapa.

Nesta etapa do processo é feita a montagem do compensado através do cruzamento de lâminas secas e lâminas impregnadas com cola (WBP ou MR), de acordo com o produto a ser produzido.
Cada produto possui um número de camadas diferentes conforme sua especificação.

Nesta etapa do processo é feita a união das lâminas através de uma prensa e de calor.
O tempo de prensagem varia de acordo com a espessura do material que está sendo produzido.

Nesta etapa do processo são definidas as dimensões do compensado (comprimento e largura).

Nesta etapa, são realizados chanfros nas chapas bases, e em seguida realizada a “emenda” com resina WBP e prensa a vapor.
O tempo de prensagem das emendas variam de acordo com a espessura do material que está sendo produzido.

Nesta etapa do processo a madeira recebe acabamento nas faces e laterais com massa acrílica, para eliminar trincas e buracos.
Em seguida é realizada a pintura das bordas com laca nitrocelulose para selar as bordas do produto. A cor do selamento é definida por tipo de material.

Nesta etapa do processo é realizado o lixamento em ambas as faces do compensado para garantir um acabamento visual de qualidade.

Nesta etapa a equipe responsável confere as chapas uma a uma, descartando as chapas com defeito.
As chapas aprovadas passam para o próximo processo.

Nesta etapa do processo as chapas são embaladas em pallets, amarradas com fita e encaminhadas para o estoque ou diretamente para o carregamento.

Nesta etapa do processo os pallets são carregados no caminhão e seguem diretamente para entrega no cliente ou no porto para embarque no navio.